Skip navigation

Category Archives: Textos

Não existe uma pessoa certa pra gente. O que existe, é uma pessoa, que se você for parar para pensar, é na verdade, a pessoa errada. Porque nem sempre, nós estamos precisando da coisa certa. A pessoa errada te faz perder a cabeça, fazer loucuras, perder a hora, “morrer de amor”. Ela vai ficar um dia sem te procurar, que é pra que na hora em que se encontrarem, a entrega ser mais verdadeira. E assim, a pessoa errada, é o que a gente chama de: pessoa certa. Ela vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas. Vai tirar seu sono, mas vai te dar em troca momentos inesquecíveis. Talvez te magoe… e depois te encha de mimos, pedindo seu perdão. E pode não estar o tempo todo ao seu lado, mas vai estar o tempo todo da vida dela esperando por você, pensando em você. E ela tem que mostrar isso á todo mundo, porque a vida em si, não é certa. O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo, e querendo assim dizer: “Deu tudo certo!”

Anúncios

Você não está aqui e eu tento fazer algo diferente, algo que mudaria este dia, como nós sempre fazemos juntos, mas isto não acontece, eu vivo nessa rotina todos os dias, nem meus problemas eu resolvo. A noite vem muito devagar e o sono também. É só colocar a cabeça no travesseiro e você não me deixa dormir. E que rotina. Rotina demais me deixa esgotada, a minha alma fica esgotada. Eu quero mais emoção, eu quero perder meu ônibus pra casa, eu quero ter que te beijar cuidando a porta pra sua mãe não entrar. Eu quero.. tanto faz, estas coisas só acontecem contigo. Mais um dia se acaba. Mais uma noite se inicia. E eu só vou fechar os olhos pra mais um dia sem você. Mas mesmo eu sabendo que amanhã não te terei aqui, eu vou acordar mais feliz que ontem, pois é menos um dia sem te ver.


Eu estava nas pétalas, mas por algum motivo que agora desconheço eu estou entre os espinhos. É um caminho longo, diferente de todos que já caminhei, e é difícil não bater de frente com eles – os espinhos – , eu tento fazer curvas, pegar um atalho, ir para um caminho mais fácil e não adianta. Eu não posso fingir agora depois de tudo que esta tudo bem. Que eu sinto o mesmo, porque eu não sinto. Estes espinhos desgastaram toda minha esperança, minha vontade de ti. Mesmo que isto não seja totalmente bom, mesmo que não seja bom na verdade pra ti eu te digo que tive que aprender a amar menos, a pensar menos em nós, a ligar menos pra ti. Tenho que confessar que isto me deixou confusa, agitada, sem papas na língua, que isto me deixa cheia de ”não sei”.  Eu queria que tudo mudasse, mas não depende apenas de palavras bonitas, não depende só de amor, exige muito mais, infelizmente, pois tudo que temos é amor. Só estou esperando a hora em que meu coração irá conseguir fazer as pazes com a minha razão e deixar eu chegar até a raiz, e arrancar de mim todo um futuro que construímos.

Se eu não estou pensando em nada é porque estou pensando em tudo?

Ele pode não ser o garoto mais bonito do mundo, mas ele me ouve quando todo mundo não quer ouvir, ele pode não ser o garoto mais bonito da festa, mas ele sorri e dança porque apesar de tudo é o mais feliz, ele pode não ser o garoto mais bonito da escola, mas ele aprendeu e me ensinou que o amor verdadeiro existe, ele pode não ser o garoto mais bonito da família, mas quer construir a sua comigo. Ele pode não ser o garoto com o olhar mais bonito, mas quando me olha seus olhos brilham, ele pode não ter a boca mais bonita, mas é com ela que ele consegue nos tornar um só, ele pode não ter o andar mais bonito, mas é com este andar que ele me seguirá sempre, ele pode não ter a mãos mais bonitas, mas é com elas que eu me sinto mais segura, ele pode não ser o garoto com a voz mais bonita, mas é com ela que ele sussurra todas as juras de amor.

Eu preciso ser menos estressada, impulsiva, nervosa. Preciso ser menos ciúmenta, menos vingativa e menos difícil. Preciso ser menos negativa, menos intolerante. Preciso ser menos ignorante. Preciso parar de querer resolver e me importar por todos os problemas que nem são meus. Preciso ter uma compaixão moderada. Preciso me alimentar direito. Preciso estudar mais. Preciso ser mais. Mais confiante. Menos errada. Mais presente e um pouco de futuro. Menos, bem menos passado. Preciso fazer valer mais a pena. Preciso ser o sentido da minha vida. Preciso dar valor sincero as coisas simples. Preciso me amar. Preciso de mais Paz! Preciso olhar pra eles e não sentir nada. Preciso sentir tudo. Tudo que há de bom. Preciso ter menos arrependimentos. Preciso que tu me entenda. Preciso de sonhos. Preciso procurar ser feliz e me conformar com o que Ele me destinou. Preciso que tudo isto não passe só de palavras em um papel. Porque eu me importo, tudo isto é por ti, para ser melhor pra ti. E tu precisa me entender, é difícil, eu te entendo.

 

Pergunta: O que foi?

A verdade: O que foi é que eu não aguento mais. Na verdade eu aguento, eu estou aguentando. Mas eu quero botar pra fora todas essas coisas que me maltratam. Quero tirar toda esta mágoa aqui deste canto esquerdo. Agora eu que sempre fui a favor do explodir e não guardar. Do falar e não calar estou calando. Eu detesto as pessoas ao meu redor desrespeitando todas as escolhas da minha vida. Eu detesto não falar. Eu detesto este meu detestar. Detestar me deixa tão cega, tão volúvel. E eu detesto trocar de opiniões toda hora. Mas eu troco. Eu estou trocando neste exato momento.

Resposta: Nada.

The next night we went on our first date and she was so funny and pretty but more importantly she emits some gentle power that makes me want to be good. You’ll think it frivolous of me to say I knew I’d marry her on that first date, but the truth is I feel in love with her when she hit me with that bottle. Like Cupid in a riot.
From the first date I changed. No more women. Well, actually, thousands of women. I wake up to a different one each day, but they’re all her.
She’s sleeping next to me now, tranquil and silently beguiling it’s impossible the ally her with the incandescent girl that blazes through the day. Her hands rests on her shoulder and I can see the ring I gave her when I asked her to marry me, at midnight on New Year’s Eve in India, under a full moon, a blue moon. Once in a blue moon. She said yes. She chose me, bottled me and cuffed me. And now this is my life, my girl, my beautiful woman.
Just her and the revolution.

Estou com medo das minhas escolhas. Estou com medo do amanhã. Não de sofrer, mas de não sentir nada. Não de pagar o preço, mas de fazê-lo pagar. E nem queira saber, a Dona Vida está começando a me tirar do sério. Nem quero contar nos dedos quem sentiria de verdade a minha falta, quem sentiria falta de meu abraço, nem quero chorar quando eu não tenho mais o que chorar. Não quero mais me sentir inferior, muito menos esmagada, empurrada para caminhos que não são meus. Cansei da dor, cansei de tudo que a lembra. Cansei do ruído que meu coração faz cada vez que tu vai embora. Cansei das cobranças, cansei da Lei do Atrolho, Caio Abreu. Não tenho mais dúvidas de que sou fraca, não tenho mais nada. Não adianta querer me mudar, já foram palavras em vão demais, no fim tudo o que sempre fica é aquele nó na garganta e o buraco negro no coração. Não vou perguntar o que eu faço agora.

John Winston, eu te amo.Nós balançamos esta tarde. Eu não consigo ver sorrisos despedaçados nem um amor acabado. Eu só consigo ver novos sorrisos se juntando a este meu rosto. Permaneço inquieta, respiro fundo, tento reagir depois de tudo que me disse, mas eu sei, no fundo que tu estava certo, que eu tenho que ser menos insegura, acreditar mais em mim. Então me diga como eu faço isso? Eu fui tomada por tantos medos, a vida  -por incrível que pareça- já me derrubou muitas vezes,  eu preciso esquecer. E nós somos tão complicados, mas se não fossemos assim, não seríamos nós. Não seríamos nós sem tudo isto, nem aprenderíamos tanto um sobre o outro, nem saberíamos que nosso amor é muito maior que qualquer diferença. Muito menos que se não fosse assim, teria alguma graça não aprender com os erros de cada um? Teria graça se anular das experiências? Das lições? Não que gostamos de brigar por qualquer coisa, mas nós somos espertos o bastante para esperar que tudo isto se acabe, e espertos o bastante para admitir que quando acaba voltamos a ser as mesmas pessoas complicadas. Mesmo eu querendo mudar (por ti) eu queria te pedir que não se canse de verdade, como tu disse hoje, que nunca deixe a gente mudar, que continue sendo a pessoa mais complicada que eu conheço (e amo), que não deixe nosso amor complicado descomplicar. Porque é só deste jeito complicado que eu sei viver, e é só contigo. Se não fossemos assim metade do que sentimos hoje não existiria.