Skip navigation


Eu estava nas pétalas, mas por algum motivo que agora desconheço eu estou entre os espinhos. É um caminho longo, diferente de todos que já caminhei, e é difícil não bater de frente com eles – os espinhos – , eu tento fazer curvas, pegar um atalho, ir para um caminho mais fácil e não adianta. Eu não posso fingir agora depois de tudo que esta tudo bem. Que eu sinto o mesmo, porque eu não sinto. Estes espinhos desgastaram toda minha esperança, minha vontade de ti. Mesmo que isto não seja totalmente bom, mesmo que não seja bom na verdade pra ti eu te digo que tive que aprender a amar menos, a pensar menos em nós, a ligar menos pra ti. Tenho que confessar que isto me deixou confusa, agitada, sem papas na língua, que isto me deixa cheia de ”não sei”.  Eu queria que tudo mudasse, mas não depende apenas de palavras bonitas, não depende só de amor, exige muito mais, infelizmente, pois tudo que temos é amor. Só estou esperando a hora em que meu coração irá conseguir fazer as pazes com a minha razão e deixar eu chegar até a raiz, e arrancar de mim todo um futuro que construímos.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: